Apartheid de Israel, O

Poucos brasileiros estão a par do que verdadeiramente acontece nos bastidores da luta entre o povo palestino e o Estado de Israel. Há, sem dúvida, uma certa falta de informações mais esclarecedoras sobre povos que habitam terras tão longínquas. Este livro contém todas as que faltam -todos os fatos ignóbeis ocorridos, desde 1948. Naquele ano, a ONU decidiu entregar, para um povo construir a sua Nação, uma terra a qual já era ocupada por outro, majoritariamente, há séculos.

Assim nasceu o Estado de Israel. Os habitantes-colonos do novo país, de imediato, e como não poderia deixar de ser, entrou em conflito com o povo palestino que lá estava ? um povo que vem sofrendo, desde então, agressões sem precedentes e internacionalmente reconhecidas.

Podemos bem imaginar o que isto representou e o ainda que representa, até estes nossos dias. A ocupação pelos novos habitantes, evidentemente, não foi pacífica. As batalhas percorrem ainda este novo século, e sem tréguas: são incontáveis as milhares de vítimas fatais, caídas em um front ensangüentado pelos cadáveres de dois povos que têm a mesma descendência : os semitas.

E a quem devemos dar razão? 

Este livro traz uma grande luz aos que se interessam em saber como tudo isto começou, porque a paz parece impossível e por quais caminhos ela poderá ser alcançada. Os meandros dessa história tremenda ? de uma guerra de ocupação colonial suja - são muitos. 

Há, neste livro-denúncia, apenas fatos incontestáveis, provados e comprovados, alguns deles, inclusive, através dos próprios tribunais de Israel. São fatos surpreendentes, alguns até mesmo inimagináveis, fatos difíceis de se imaginar possam ter sido praticados por uma nação dita civilizada, e com o auxílio maciço de uma outra nação ? esta, a mais rica do mundo. 

No exato momento em que os dois principais símbolos do poder hegemônico do império desta mesma nação são atingidos por uma explosão-revide, quando o belicismo norte-americano volta a ameaçar povos e países, o assunto deste livro é muito atual. 

O momento de todos nós é também o momento de todos os habitantes do Planeta. O conhecimento é a base do entendimento e da vitória da Justiça sobre a agressão aos povos.

Acreditamos, pois, ser absolutamente necessário que todos os outros povos saibam das atrocidades cometidas nessa escaramuça sangrenta . Para muitos, poderá ser interessante aprender que, por exemplo, há judeus sionistas e não-sionistas. E esta é apenas uma única informação das inúmeras que este livro contém. Mas, esteja certo o leitor: esta é uma diferença capaz de fazer...toda a diferença. Muitos preconceitos - há muito tempo arraigados em muitos de nós? poderão desaparecer diante dos fatos incontestáveis (por serem públicos) que este livro traz a respeito dos dois povos. 

O presente livro-reportagem é a expressão exata do objetivo editorial da Editora Alfa-Omega : a informação baseada em fatos. 

Orgulhamo-nos de poder asseverar que o leitor brasileiro, independente de concordar ou não com os conceitos do autor, jamais poderá se reportar novamente ao Oriente Médio da mesma forma em que fazia antes - de entrar em contato com as vibrantes páginas de Nathaniel Braia. 

Em muitos outros momentos da História a Editora Alfa-Omega esteve buscando informações para o seu público leitor. Não fugiu à regra, desta vez.

O livro tem linguição?: 
Sim
R$80,00 R$72,00 

Apartheid de Israel, O

Racismo, agressão e usurpação: os focos do conflito atual
2a. Edição
2002
Edição ilustrada
244 pp.
Preço Promocional com desconto de 10%: 
R$ 72,00
ISBN: 
85-295-0022-9
9788529500225